O que São as Camadas (Layers) de Uma Blockchain?

23/01/2023
     O que são Layers do Bitcoin, Ethereum ou de qualquer outra Blockchain? É um termo pouco conhecido entre os investidores cripto, mas é um conceito essencial para todos aqueles que desejam se aventurar neste mercado!
O que São as Camadas (Layers) de Uma Blockchain?
O que São as Camadas (Layers) de Uma Blockchain?

O que são Layers?

     Layers basicamente, significam: as Camadas; tanto do Bitcoin quanto de qualquer outra Blockchain - ou qualquer outra plataforma de contratos inteligentes e, ao todo, são 4 camadas. Uma fica sobreposta sobre a outra. Um ecossistema que ficou bem conhecido em 2021 foi a Polkadot.

     o exemplo mais prático que podemos trazer para você entender melhor do que se trata essas camadas que é através da Blochchain Ethereum, mas abaixo também vamos explicar para você de forma mais simples:

  • Camada 0: A própria Ethereum;
  • Camada 1: USDC - Stablecoin construída na rede Ethereum;
  • Camada 2: Optmism - Token de segunda camada que permite transações mais rápidas, baratas e escaláveis que a camada 0;
  • Camada 3: Uniswap - Corretora de Criptomoedas e Tokens descentralizada que acessamos diretamente pelo site uniswap.org, com isso, não temos a necessidade de entrar na layer 1 para acessar este aplicativo.


Relacionados:

O que são Layers do Bitcoin, Ethereum ou de qualquer outra Blockchain? É um termo pouco conhecido entre os investidores cripto, mas é um conceito essencial para todos aqueles que desejam se aventurar neste mercado!

Como Investir em Bitcoin com Pouco Dinheiro? Essa é uma dúvida que muitos investidores iniciantes tem. Entendem a importância de ter btc em sua carteira de investimentos, mas não sabem a melhor forma.

Ainda é possível Minerar Bitcoin e Criptomoedas em Casa? Como? Essa é uma pergunta que muitos entusiastas do mundo cripto tem. Vamos lhe responder neste post e, também, proporcionar soluções!


Camada 0: A Arquitetura:

     Camada 0: é a estrutura base para a Blockchain ser construída e é esta camada que fornecerá interoperabilidade para essas blockchains que são construídas na camada zero. Layers aplicam-se não só ao bitcoin, como também em várias outras criptomoedas como Polkadot, Cardano, Solana e Cosmos e essa camada zero faz com que estes ecossistemas possam operar entre si de forma limpa e navegável.

     Com isso, esta camada servirá de base para que outros projetos sejam construídos, no caso, os tokens como conhecemos. Exemplo da Polkadot: suas Parachains como Acala e Aventus Network.


Camada 1: A Blockchain:

     Camada 1: é a própria blockchain! Essa blockchain consiste em 3 camadas de protocolos: a camada de dados (também chamada de armazenamento) com isso, é nela onde ficam armazenadas todas as transações e o histórico de dados. 

     Segunda camada: a camada de rede. no caso, é a rede P2P (transferência de pessoa para pessoa) onde essencialmente no caso do Bitcoin, temos muitos participantes. E a terceira Layer, a camada de consenso: é nesta camada onde as transações são validadas.


Camada 2: A Escalabilidade:

     Camada 2: a Layer 2 tem a tarefa de dar Escalabilidade em algumas blockchains (em teoria, as redes mais lentas como btc e eth) 2 exemplos bem comuns que temos na rede da ethereum é a Polygon e Optimism, um exemplo clássico da rede bitcoin é a lightining network. Como a rede bitcoin é lenta em sua camada base, a rede lightining contribui na escalabilidade da rede e faz com que as transações sejam muito mais rápidas.

     O ponto mais interessante aqui é que, como sabemos, criptomoedas como btc e eth são extremamente seguras e, consequentemente, como essas camadas secundárias são construídas dentro da blockchain dessas criptomoedas, acabam herdando essa segurança. 

    Existem projetos como Solana e Avalanche que buscam trazer essa "escalabilidade" logo em sua camada base, porém, podem acabar comprometendo a segurança de suas respectivas redes. por isso que são considerados projetos bem arrojados. Estes protocolos de segunda camada processam as informações fora e depois jogam as transações para dentro da blockchain primaria, facilitando assim, a escalabilidade da rede usada.


Camada 3: Os Aplicativos Descentralizados:

     Camada 3: são os Aplicativos Descentralizados. Dois exemplos clássicos de aplicativos descentralizados são a Uniswap e AAVE que são corretoras descentralizadas dentro da rede Ethereum. Nesta camada, os usuários interagem diretamente com o aplicativo.

     Existem também outras corretoras mais "arrojadas" dentro de outras blockchains, como a Raydium da rede Solana que por usar a rede SOL, torna as transações muito mais simples e baratas de serem realizadas.

Recomendamos a leitura: Por que as Criptomoedas Caem Tanto?


Lucas Lippe

Apaixonado pelo mundo digital, desde o clássico marketing até o fabuloso mundo das criptomoedas. A ideia de liberdade é fascinante e o bitcoin nos proporciona isso de muitas formas. Explanando ideias de uma web descentralizada no site Bitcoin Lovers.


Confira também: